Fazer ou não fazer o concurso de técnico para o TCU, eis a questão…

Está com dúvidas se faz ou não o concurso para Técnico Federal de Controle Externo?

Se você continuou lendo esse post provavelmente já assistiu a uma série de vídeos sobre análise de editais do TCU e ainda não tem certeza de fazer o concurso.

Você terá acesso a uma dica importante para que tenha certeza de prestar ou não esse concurso que pode ser o mais concorrido de 2015.

Milhares de pessoas farão esse concurso e a concorrência será altíssima. Com base na minha experiência como coachee (treinando) em programas de coaching para concursos vou te apresentar um modelo para que você possa analisar com clareza suas chances nesse concurso.

A informação que eu vou te passar aqui é impopular, provavelmente você não verá essa informação por aí, pois não interessa à indústria dos concursos. Vamos lá.

Para começar nossa análise vamos ver alguns dados do último concurso:

Captura de tela 2015-06-19 20.35.19(2)

Na imagem acima vemos a concorrência média de 898 candidatos por vaga, e podemos perceber que essa demanda não variou muito entre as localidades de vaga, para facilitar vamos trabalhar com os dados para o Distrito Federal: 824 candidatos por vaga.

Tabulei os dados dos aprovados no concurso anterior e para você ter sua redação corrigida, teria de ter um aproveitamento líquido de, no mínimo, 68% ou 102 pontos de 150. Partimos desse dado para você avaliar se vale a pena fazer esse concurso.

Para ter ideia clara e objetiva da sua situação atual recomendo que você faça essa prova de 2012 disponível no site do CEBRASPE/CESPE, após a resolução da prova faça a análise do seu desempenho por matérias e veja o seu índice líquido de acerto ou seja itens certos menos os errados dividido pelo número de itens da matéria. Faça isso para todas as matérias: LÍNGUA PORTUGUESA, DIREITO CONSTITUCIONAL, NOÇÕES DE INFORMÁTICA, ATUALIDADES, DIREITO ADMINISTRATIVO, EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA e FINANCEIRA, CONTROLE EXTERNO.

Após isso identifique quantas matérias você teve desempenho abaixo de 68%, ser forem mais de 3 matérias sugiro que você não faça o concurso. A prova será aplicada dia 9 de agosto, ou seja daqui a 50 dias, ou 1 mês e 20 dias. Mesmo assim, caso você não esteja convencido e resolva fazer o concurso vou te dar duas dicas que vão ainda te diferenciar dos demais concursandos.

Após fazer a prova e a tabulação do seu desempenho você terá duas estratégias para essas matérias: (1) nas matérias que você tem nota maior ou igual a 68% faça questões de provas anteriores e ao que errar volte no conteúdo. O coach Marcio Michele e chama essa estratégia de Manutenção. Nas que seu índice de aproveitamento for inferior a 68% estude mais a teoria antes de voltar às questões, depois que estudar 80% do conteúdo do edital retorne às questões para medir seu desempenho. Essa estratégia o Márcio chama de Teoria (óbvio e simples como deve ser os estudos para concursos).

A outra dica que eu vou te dar na verdade é uma planilha que eu fiz, também seguindo o método de estudos do curso de coaching para concursos Team Coaching que é uma planilha para orientar seus concursos, para recebê-la envie um e-mail para jogointernodosconcursos@gmail.com com o assunto “Dê-me a planilha” que eu te mando. Nessa planilha você poderá ver as matérias do edital que têm mais chance de cair na sua prova e caso esteja na situação na qual eu recomendo não fazer o concurso você pode aumentar as suas chances, mantendo o foco nos assuntos que mais caem.

Gostou desse post deixe um comentário, quer mais dicas acompanhe o blog.